Plástica

Os olhos são o espelho da alma, pois refletem nossas emoções e sentimentos. Mas, com o passar dos anos, as pálpebras caídas e as bolsas em volta dos olhos podem dar à fisionomia um aspecto de envelhecimento prematuro e cansaço, mesmo depois de uma boa noite de sono. 

Felizmente, hoje, a cirurgia plástica palpebral pode ajudar o rejuvenescimento das pessoas através do procedimento, tecnicamente conhecido por blefaroplastia, que consiste na remoção da gordura e, muitas vezes, do excesso de pele e músculos das pálpebras. Como proporciona um alto grau de satisfação aos pacientes, com poucos riscos, a cirurgia plástica palpebral ou blefaroplastia tornou-se largamente aceita entre os homens e mulheres em todo mundo.

Você é Candidato à Plástica Palpebral ?

O candidato à plástica palpebral precisa gozar de boa saúde, não apresentar problemas oculares e ter expectativas realistas sobre os resultados da cirurgia. 

Como em todo procedimento cirúrgico, a blefaroplastia apresenta riscos, porém maiores complicações são raras. 

Alguns planos de saúde não cobrem os custos da plástica ocular, a não ser que as pálpebras caídas interfiram no seu campo de visão (pálpebras superiores).

Técnica Cirúrgica

Você deve estar em dia com seus exames clínicos e oftalmológicos. As informações médicas solicitadas pelo cirurgião, bem como idade e tipo de pele, ajudará o médico a chegar a uma decisão sobre a técnica cirúrgica e a necessidade de operar tanto as pálpebras inferiores quanto as superiores. Lembre-se de que o cumprimento das instruções recomendadas pelo médico têm grande influência no sucesso da cirurgia.

Na cirurgia das pálpebras superiores o cirurgião irá trabalhar ao longo das incisões, separando a pele dos tecidos gordurosos e músculos. Em seguida, removerá a gordura, o excesso de pele e músculos que tendem a se acumular, especialmente, na região do canto interno do olho. Depois, as incisões são fechadas com pontos bem pequenos. Se na cirurgia das pálpebras inferiores, além da gordura, houver necessidade de remover pele e músculos o cirurgião executará uma incisão logo abaixo dos seus cílios.

Caso seja preciso remover apenas gordura das pálpebras inferiores, o cirurgião poderá optar por uma incisão por dentro da pálpebra que não deixa cicatrizes. Essa técnica, denominada blefaroplastia transconjuntival, dispensa a incisão externa. É realizada em pacientes mais jovens, com pele mais espessa, elástica e sem flacidez.

As cicatrizes poderão permanecer levemente rosadas nos seis primeiros meses e desaparecerão gradualmente até tornarem-se praticamente invisíveis.

Os resultados da sua cirurgia plástica palpebral poderão fazer com que você pareça mais jovem durante muitos anos. Se você quer parecer tão bem quanto se sente, pergunte ao seu médico se a cirurgia aplica-se ao seu problema.